ANNONA GLABRA

FAMILIA DAS ANNONACEAE

 

Compre o Guia: Frutas do mato: um guia de identificação, cultivo e usos:

Fascículo 1: 34 espécies de anonáceas brasileiras

 

 

Flor

Frutos

 

 NOME INDIGENA: Araticum-paná, “do tupi – fruta mole” e o adjetivo ‘paná’ quer dizer de lugar paludoso ou encharcado. Recebe os nomes: Ariticum do Brejo, Ariticum liso e Araticum do mangue.

 

Origem: É encontrado em terras úmidas ou brejosas e nos mangues de diversos paises, desde a Argentina, em vastas áreas do Brasil, ocorrendo no Peru, espalhando-se pela América Central até o México e Sul dos Estados Unidos na Flórida. Mais informações no link: http://www.floradobrasil.jbrj.gov.br/

 

Características: Arvore com 4 a 12 metros de altura, tem galhos esparramados que crescem desde o solo e ramos castanho-acinzentados com lenticelas (uma saliência de células que efetuam trocas gasosas). As folhas são rijas e glabras (sem pelos) com pecíolo (haste ou suporte) cilíndrico de 1 a 2,5 cm comprimento. A lamina foliar tem forma elíptica na base e ápice acuminado (ponta é aguda e comprida), medindo 7 a 15 cm de comprimento por 4 a 6 cm de largura, com nervuras bem visíveis. As flores, tem pedicelo (haste ou cabinho) de 1,3 a 1,8 cm de comprimento que sustentam as sépalas de cor creme, concrescidas e valares (parte externa da flor que se abre), protegidas por brácteas carnosas amareladas.

 

Dicas para cultivo: Planta subtropical, resiste a solos encharcados, podendo ficar submersa por mais de 1 mês. Tambén é resistente a geadas de até – 3 grau, pode ser cultivada em todo o Brasil, em qualquer altitude; adapta-se a qualquer tipo de solo. Pode ser plantada a pleno sol ou na sombra de arvores grandes. Também tolera água salobra e solos salgados.

 

Mudas: As sementes de cor castanho claras são achatadas e germinam em 40 a 60 dias com 95% de germinação. As mudas atingem 40 cm com 5 meses após a germinação. Formar as mudas em ambiente sombreado. A frutificação inicia-se com 2 a 3 anos, dependendo do solo e tratos culturais.

 

Plantando: No pomar planta-se num espaçamento de 6 x 6 m. após o plantio irrigar com 10 l de água por semana nos primeiros 2 meses. As covas devem ter 50 cm nas três dimensões e convém adicionar aos 30 cm da superfície 6 kg de matéria orgânica bem curtida, 1 kg de cinzas, 200g de torta de mamona e 400 g de calcário, misturar tudo e deixar curtir por 2 meses. O plantio deve ser feito a partir de outubro.

 

Cultivando: Fazer apenas podas de formação da copa e eliminar os galhos que nascerem na base do tronco, caso deseje que a arvore cresça ou caso prefira que produza uma copa arredondada, pode o broto terminal e faça podas de modelagem a cada 2 meses. Adubar com composto orgânico, pode ser (8 litros) cama de frango + 50 gr de N-P-K 10-10-10 dobrando essa quantia a cada ano até o 4ª ano, e depois permanecer com o mesmo volume de adubação consecutivamente.

 

Usos: Frutifica em fevereiro a Abril. A árvore pode ser cultivada em jardins como ornamental, e principalmente na recomposição e enriquecimento da flora de áreas brejosas, pois seus frutos alimentam diversos animais frutívoros. Os frutos tem polpa alaranjada, não muito doce, soltando fácil da semente, e poucas pessoas apreciam o consumo in natura. Porém, se os frutos forem despolpados a polpa pode ser utilizada em pratos salgados em molhos de carne, ensopados e em preparos de condimentos ou em doces. A semente tem substancias tóxicas naturais, e podem ser usadas depois de moídas contra piolhos e o pó depois de fervido e o liquido coado se transforma num excelente “inseticida” para o uso em hortas orgânicas.

 

Consulte-nos pelo e-mail hnjosue@ig.com.br ou veja nosso catalogo de mudas disponíveis clicando aqui. – acompanhe-nos no Facebook

 

SAIBA MAIS SOBRE A NOMENCLATURA, ORIGEM, HISTÓRIA, DESCRIÇÃO DA PLANTA, PRATICAS CULTURAIS, PROPRIEDADES MEDICINAIS E NUTRICIONAIS

COMPRANDO O LIVRO “COLECIONANDO FRUTAS”

 

 

Voltar para Frutas do mato ou Voltar para Annonaceae

 

.