BROMELIA GRANDIFLORA

FAMÍLIA DAS BROMELIACEAS

 

Inflorescência

Frutos maduros

 

 

NOMENCLATURA E SIGNIFICADO: Caraguatá de flor rodada vem do tupi-guarani e significa “erva da folha fibrosa e a seqüência de vários A indica que os frutos são comestíveis. Também chamada de Gravatá Banana.

 

OBSERVAÇÕES: Tenho mudas dessa rara bromélia que produz frutos deliciosos!!

 

Origem: Ocorre em cerrados arenosos de Goiás e recentemente foi coletada por um amigo (Que me trouxe os frutos) em banco de areia nas margens de um rio no estado do Mato Grosso do Sul. Mais informações no link: http://www.floradobrasil.jbrj.gov.br  

 

Características: planta em forma de roseta (Folhas contornando um eixo central), terrestre, acaule, com folhas compridas de 35 a 67 cm de comprimento por 2,1 a 3,6 cm de largura, com pilosidade grosseira quando novas. Nas margens existem espinhos retrosos (semelhante a um anzol) distanciados de 2 a 3,7 cm entre si. As folhas ficam avermelhadas e se abrem e deitam na horizontal quando vai sair a inflorescência congesta (adensada) e umbeliforme (Flores saindo dum mesmo ponto igual um guarda sol) as flores individuais são centenas, com pétalas vinho-avermelhadas. Os frutos são bagas cilíndricas, deprimidas na base. 

 

Dicas para cultivo: A planta tem muitos espinhos, devendo ter plantada longe de onde circulam pessoas e crianças. Essa espécie particularmente prefere ambiente semi-sombreado e solos com consistência arenosa, bem drenados e levemente acidos. Pode ser cultivada em diversos climas e até 1.200 m de altitude. É resistente a secas e a geadas de até -3 graus.

 

Mudas: Multiplica-se mais facilmente por estolão, ou seja, brotos que saem da base do caule. As sementes germinam em 30-50 dias se forem plantadas bem em substrato arenoso. As mudas atingem 35 cm com 13 meses de idade. As mudas tiradas da planta mãe começam a frutificar com 3 anos, enquanto que mudas originarias de sementes frutificam com 5 a 8 anos.

 

Plantando: Recomendo que seja plantada em local onde pegue o sol da manhã, num espaçamento 2 x 2 m entre plantas e no mínimo 3 a 4 m distante de outra planta. As covas devem ter 40 cm nas três dimensões e se o solo for compacto, convém misturar 50% de areia e uns 30 % de matéria orgânica e folhas moídas apodrecidas a terra da cova. A melhor época de plantio é novembro a janeiro, convém irrigar 10 l de água após o plantio e a cada 20 dias se não chover.

 

Cultivando: A planta cresce lentamente e não necessita de cuidados especiais, e geralmente é usada para fazer cerca viva. Adubar apenas cada roseta com 10 gramas de N-P-K 4-14-8 diluídos em água, durante o mês de outubro (Colocar a porção em 5 litros de água, deixar descansar por 24 h, depois irrigar a planta). Também é preciso fazer capinas para retirar o mato que pode sufocar plantas ou mudas jovens.

 

Usos: Frutifica em Março a agosto. O Fruto dessa espécie é agridoce e muito saboroso para o consumo in natura, pois diferentemente das outras espécies seus frutos não são cáusticos e não queimam a boca. As flores atraem beija-flores. A planta servo como cerca viva e pode ser cultiva como ornamental. Essa espécie corre o perigo de extinção, por isso precisa ser cultivada por colecionadores.

 

Consulte-nos pelo e-mail hnjosue@ig.com.br ou veja nosso catalogo de mudas disponíveis clicando aqui.  acompanhe-nos no Facebook

 

 

Voltar para Frutas do Mato ou Voltar para Bromeliaceae

 

 

.