GUATTERIA AUSTRALIS

(Guetteria nigrescens é apenas 1 das 43 sinonímias botânicas)

FAMILIA DAS ANNONACEAS

 

Compre o Guia: Frutas do mato: um guia de identificação, cultivo e usos:

Fascículo 1: 34 espécies de anonáceas brasileiras.

 

Flores

Frutos maduros

 

NOMENCLATURA E SIGNIFICADO: GUATARIA vem do tupi mais o significado ainda não foi decifrado. Também é chamado de Pindaiva preta. Descobrimos essa interessante frutífera nas expedições de janeiro de 2.011.

 

Origem: É natural da floresta semidecidua (que perdem as folhas numa época do ano) e da mata atlântica desde Minas Gerais ao Rio grande do Sul onde aparece em alguns agrupamentos ocasionais e desaparecendo completamente em outros lugares.

Mais informações no link: http://www.floradobrasil.jbrj.gov.br/

 

Características: Arvoreta do sub-bosque, ereta e frondosa na lateral, crescendo de 3 a 7 metros de altura. O tronco é castanho esverdeado, com casca quase lisa e a copa é bastante ramificada com ramos de coloração verde clara. As folhas são simples, alternas, cartácea (como cartolina), discolores (com 2 cores) de cor verde abacate na face adaxial (superior) e esbranquiçada na face abaxial (inferior). A lamina é oblonga (mais longa que larga) com base cuneada (como cunha) ou arredondada e ápice lanceolado (com formato de lança), medindo de 9 a 14 cm de comprimento por 2 a 3,5 cm de largura. As flores são solitárias, surgem nas axilas das folhas com 5 pétalas carnosas velutinas (coberta como veludo) de 10 a 24 mm de comprimento. Os frutos são bagas adocicadas com casca muito fina com 8 a 1,3 cm de diâmetro,que nasce em glomérulos (aglomerado ou cacho arredondado) sob pedúnculos de 1,5 a 2,2 cm de comprimento. Cada fruto contem 1 semente cilíndrica de 4 mm de comprimento.

 

Dicas para cultivo: Planta de clima subtropical, mais resiste a climas temperados onde ocorre geadas de até – 3 grau, pode ser cultivada em todo o Brasil, em qualquer altitude; adapta-se bem aos solos arenosos e vermelhos ou amarelados que sejam profundos e muito bem drenados, com pH de acido e com boa quantidade de matéria orgânica dissolvida. Essa espécie pode ser cultivada com sucesso em vasos grandes de 60 cm de altura e 40 cm de largura com substrato feito de 40% de terra vermelha, 20% de areia saibro e 40% de matéria orgânica bem curtida com uma camada de 10 cm de pedra no fundo para ocorrer rápida drenagem.

 

Mudas: As sementes têm forma cilíndrica e depois de despolpadas e secas podem ser armazenadas em local escuro, conservado assim o poder germinativo por 1 ano. Quando plantadas logo que colhidas, germinam em 40 a 70 dias. Convém semear 2 sementes por embalagem individual contendo substrato feito de 30% de terra vermelha, 30% de areia vermelha e 40% de matéria orgânica bem curtida feita de folhas apodrecidas. As mudas atingem 20 cm com 10 a 12 meses de idade, mais apreciam ambiente sombreado para formação. A frutificação inicia-se com 3 a 5 anos, dependendo do solo e tratos culturais.

 

Plantando: Pode ser plantada tanto em pleno sol, mas com cobertura feita de sombrite até o segundo ano; ou pode se ter mais sucesso cultivando na sombra. No pomar planta-se num espaçamento de 5 x 5 m, onde as covas devem ter 40 cm de largura e comprimento e 50 cm de profundidade, devendo ser preenchidas com 20% de areia e cerca de 8 kg de composto orgânico bem curtido; caso o solo seja muito acido é bom colocar 500 g de calcário na cova e deixar curtir por 3 meses antes do plantio. Irrigar com 10 l de água a cada 15 dias no primeiro ano após o plantio, depois somente em secas prolongadas.

 

Cultivando: Fazer apenas podas de formação da copa e eliminar os galhos que nascerem na base do tronco ou que se cruzarem para o interior da copa. Adubar com composto orgânico, pode ser 3 kg de cama de frango bem curtida e + 30 gr de N-P-K 10-10-10 dobrando essa quantia a cada ano até o 2ª ano e continuar adubando anualmente na primavera. Lembrar de distribuir o adubo na projeção da copa com distancia do tronco igual a medida da circunferência do mesmo.

 

Usos: Frutifica nos meses de dezembro a março. Os frutos são pequenos mais muito doces e saborosos; se colher grande quantidade é possível despolpar e congelar a polpa; podendo-a utilizar para sucos, geléias e sorvetes. Os frutos também são ótimos para atrair diversas espécies de aves. A Arvore é perenifólia e ótima para ser cultivada em arborização urbana sob redes elétricas.

 

Consulte-nos pelo e-mail hnjosue@ig.com.br ou veja nosso catalogo de mudas disponíveis clicando aqui.  acompanhe-nos no Facebook

 

 

Voltar para Frutas do mato ou Voltar para Annonaceae

.