NEOMITRANTHES

FAMILIA DAS MYRTACEAE

 

 

FLORES

Frutos maduros

 

NOME INDIGENA: GUAPEÍ-UNA é o seu nome indigna, mais o significado não foi descoberto. Também é chamado de Batinga preta, Araçá preto, Pitanga de Cachorro ou Pitanga da restinga. Sua nomenclatura botânica ainda é incerta e provavelmente vai ser unificada ao gênero Myrciaria.

 

Origem: Nativa da floresta de restinga alta e próxima e nas encostas de morros que serpenteiam rios próximos do litoral, tendo restrita dispersão ocorrendo em parte norte do estado de São Paulo e Rio de Janeiro, Brasil. Mais informações no link: http://www.floradobrasil.jbrj.gov.br

 

Características: Arvore de pequeno porte com copa baixa, arredondada e fechada, atingindo 3 a 5 m de altura. O tronco é múltiplo tortuoso e na natureza ramifica-se a baixa altura, a casca é de cor cinzenta e manchada prelo desprendimento da casca; medindo 10 a 20 cm de diâmetro. A planta é facilmente identificada por se observar copa é globosa, perenifólia e as folhas com base e ápice agudos e curvados para baixo. A lamina tem forma oval (de ovo), medindo 2,5 a 6 cm de comprimento por 1,3 a 3 cm de largura, com base cuneada (forma de cunha e ápice apiculado (com ponta curta). As flores surgem nos umbelas (tipo de cacho em forma de feixe) em grupos de 4 a 6 flores  em pequenos racemos (tipo de cacho), dispostas nas axilas das folhas. Os frutos são drupas subglobosas (forma desuniforme) com 1 a 1,7 cm de diâmetro, com casca meio firme, de cor preta quando totalmente madura, com 3 a 4 mm de carne com coloração translucida envolvendo 1 ou 2 sementes meio de cor castanha, meio subglobosas de 6 a 10 mm de diâmetro.

 

Dicas para cultivo: Planta de crescimento rápido, de fácil cultivo e resiste a baixas temperaturas (até – 3 graus) e a secas de até 3 meses ou mais sem chuvas. Pode ser plantada em todo o Brasil e frutifica bem desde o nível do mar até 800 m de altitude; o solo deve ser profundo, úmido, com pH acido ou neutro, com constituição arenosa ou argilosa (solo vermelho). Começa a frutificar em 3 a 4 anos e pode ser cultivada com sucesso em vasos grandes de 40 cm por 50 cm de altura.

 

Mudas: As sementes são pequenas e recalcitrantes (perde o poder germinativo em 20 a 30 dias) e por isso devem ser plantadas logo que colhidas, diretamente e sozinhas em sacos individuais em substrato organo-arenoso. A germinação ocorre em 40 a 90 dias, e as mudas atingem 30 cm com 8 a 10 meses de viveiro. As mudas desenvolvem-se tanto em pleno sol, como na sombra.

 

Plantando: Pode ser plantada tanto a pleno sol como na sombra em bosques com arvores grandes bem espaçadas. Espaçamento 5 x 5 m entre plantas. Faça cova quadradas com 50 cm nas três dimensões e adicione 500g de calcário, 1 kg de cinzas e cerca de 5 a 6 pás de matéria orgânica, deixando curtir por 2 meses. A melhor época de plantio é de outubro a novembro. Irrigar a cada quinze dias nos primeiros 3 meses, depois somente se faltar água na época da florada.

 

Cultivando: Fazer apenas podas de formação da copa e eliminar os galhos que nascerem na base do tronco e os cruzados ou voltados para o interior da copa. Adubar com composto orgânico, pode ser 3 pás de cama de frango bem curtido + 30 gr de N-P-K 10-10-10 dobrando essa quantia a cada ano até o 3ª ano, depois manter essa adubação ano após ano.

 

Usos: Frutifica nos meses de Junho a inicio de Agosto. Os frutos são consumidos in natura, mais não são apreciados por todos. A polpa tem gosto que lembra a jabuticaba (Verde) levemente adstringente. Por isso a melhor forma de ser utilizada, é na forma de sucos com leite e em doces do tipo goiabada e sorvetes. As flores tem grande potencial melífero para abelhas silvestres. A árvore pode ser cultivado com sucesso na arborização urbana; sendo ótima também para atrair macacos e alguns pássaros. A sua floração e folhagem densa e brilhante são muito ornamentais. SUA PROFDUÇÃO DE FRUTOS NO INVERNO, FAZEM ESSA ESPÉCIE MUITO IMPORTANTE PARA SOBREVIVENCIA DOS PASSAROS NUMA ÉPOCA DE FALTA DE ALIMENTO, POR ISSO RECOMENDO QUE TODOS OS AMANTES DOS PASSAROS À CULTIVEM.

 

Consulte-nos pelo e-mail hnjosue@ig.com.br ou veja nosso catalogo de mudas disponíveis clicando aqui. – acompanhe-nos no Facebook

 

 

Voltar para Frutas do Mato ou Família das Myrtaceas

 

 .