PACOURIA BOLIVIANA

FAMÍLIA DAS APOCINACEAS

 

Flores

Foto do fruto cedida pelo amigo Valério Frabes

 

NOMENCLATURA E SIGNIFICADO: PACORÍ-AÇÚ vem do tupi guarani, mais a etimologia ou significado ainda não foi decifrado. Também recebe os nomes de Cipó de Anta, Fruta de Anta, Tua e Jaca de cipó por causa do sabor do Fruto.

 

OBSERVAÇÕES: Essa fruteira rara e que corre o perigo de extinção não pode faltar em seu pomar coleção. Compre sua muda antes que acabe, pois temos poucos exemplares disponíveis.

 

Origem: Nativa das florestas semideciduas e montanas e subontanas, ocorrendo preferencialmente nas proximidades de rios. Aparece com alguma raridade no estado de Minas Gerais, Espírito Santo e no Pará, Brasil. Ainda aparece na Bolívia e nas Guianas. Mais informações no link: http://reflora.jbrj.gov.br/jabot/listaBrasil/ConsultaPublicaUC/BemVindoConsultaPublicaConsultar.do

 

Características: são lianas ou trepadeiras com gavinhas (mecanismo ou estrutura preênsil ) com galhos lenhosos de casca cinzento esbranquiçada e que exsuda (deixa sair) látex branco e denso quando ferido. Na mata a planta cresce por 10 ou mais metros de comprimento sobre a copa das arvores. As folhas são simples, opostas, cartáceas (como cartolina), oblongas (mais longa que larga), medindo 10 a 16 cm de comprimento por 2,5 a 4 cm de largura com pecíolo (haste ou suporte) de 1 a 2 cm de comprimento, espesso e caniculado (como calha) na face superior. A lamina foliar é facilmente identificada por ser glabra (sem pelos) e por notar as nervuras secundarias paralelas e pela esxudação de latex ao ser rasgada, a base é cuneada (como cunha) e o ápice é apiculado (com ponta curta. A planta tem gavinhas com pontas bifurcadas que se enrolam e se prendem nos ramos. As flores surgem na ponta das gavinhas com mais de 1 ano de idade, e estas são pequenas, medem 4 a 6 mm de comprimento contendo 5 pétalas lineares (estreitas) e cilioladas (como cílios nas margens). Os frutos ao bagas globosas de 6 a 10 cm de diâmetro com casca grossa e polpa amarelo alaranjada abrigando sementes redondas de 1 a 1,6 cm de diâmetro.

 

Dicas para cultivo: É uma trepadeira de crescimento lento, de clima subtropical, mais que se adapta-se ao clima subtropical, resistindo a baixas temperaturas com geadas ocasionais de até - 3 graus. Pode ser cultivada desde o nível do mar até altitudes de 1.000 m. Aprecia solos profundos, úmidos, com ph acido ou neutro, com constituição arenosa ou argilosa (solo vermelho). É preciso plantas no mínimo 2 plantas para uma melhor produção, visto que cada pé produz fruto a cada 2 anos. No meu pomar coleção, a planta cultivada em parreira iniciou a produção com 3 anos.

 

Mudas: As sementes são redondas e conservam o poder germinativo por cerca de 4 a 7 meses. Recomendo que as sementes sejam plantadas em saquinhos individuais com diâmetro mínimo de 10 cm e altura de 22 cm, que devem ser preenchidos com substrato composto de 40% de terra vermelha de superfície, 20% de areia saibro e 40% de composto orgânico bem curtido. O índice de germinação é de 85%, e o nascimento é desuniforme abrangendo um período de 45 a 130 dias. Tanto na faze de plantio como na face de crescimento, os saquinhos com sementes ou mudas devem ficar em ambiente com 50 % de sombreamento e receber irrigação suave uma vez por dia. O crescimento das mudas é rápido atingindo 40 cm em 5 a 6 meses.

 

Plantando: Plantar no mínimo 2 plantas para que haja uma boa frutificação. O espaçamento mínimo entre plantas é de 4 x 4 m, onde deve ser abertas covas de 50 cm de profundidade, 40 cm de comprimento e 40 cm de largura. Os 30 cm da terra de superfície deve ser reservados e adiciona-se 200 g de farinha de osso ou 300 g de calcário, mais 500 g de cinzas e 10 kg de matéria orgânica bem curtida, misturando bem todos os componentes, deixando curtir por no mínimo 2 meses. Nesse período uma parreira deve ser construída com o uso de 6 mourões ou poste de concreto que tenham 2,20 m de comprimento. Os mesmos serão fincados numa distancia de 2,5 m de largura entre filas e 3 m entre mourões. As covas para se fincar os mourões devem ter 60 cm de profundidade de moto que sobre 1,60 na altura, aonde na cabeça dos mourões deve ser amarrados e pregados arames que vão tutorar os galhos trepadores. Depois que os arames das bordas e centrais forem bem fixados, deve-se fazer uma malha passando arames nº 18 a 40 cm de distancia no sentido do comprimento e largura, dando uma volta ao cruzarem entre si. Depois de pronta a parreira, chegou a hora do plantio que deve ser feito em novembro a dezembro, ocasião em que se deve fincar uma taquara que leve o cipó até a rede de arames. A medida que o cipó crescer esse deve ser amarado até que alcance os arames.

 

Cultivando: No primeiro ano após o plantio o crescimento é lento, depois a planta cresce mais rápido e emite gavinhas para sustentação, devendo nessa época ir ajeitando a planta na parreira, depois a própria planta vai ocupar toda a rede de arames. A poda de condução deve ser feita no primeiro ano de plantio, sempre eliminando os brotos ladrões que nascerem no caule principal ou aqueles que a partir dos arames estiverem crescendo para baixo em direção ao chão. Após 15 anos de plantio convém fazer uma poda drástica de todos os raminhos que estiverem enrolados na rede da parreira, deixando somente os ramos principais com diâmetro superior a 1,5 cm para que uma nova parreira seja formada. A adubação é feita com 4 kg de composto orgânico bem curtido + 30 gr de N-P-K 10-10-10 nos meses de novembro e dezembro, distribuído-os a 30 cm do tronco.

 

Usos: Frutifica nos meses de Abril a Junho. Em chácaras ou jardim a planta pode ser conduzida sobre estruturas semelhantes a quiosques com suporte de madeira ou armação de arames visando uma bela cobertura natural visando produzir sombra. Os frutos bem maduros tem gosto que lembra a jaca com maracujá com um retro gosto meio amargo no final. A planta também pode ser plantada em bosques já reflorestados visando o enriquecimento vegetal e para produção de alimento para a fauna. 

 

Voltar para Frutas do Mato ou  voltar para família das apocinaceae

 

.

levitra kopen lovegra kopen cialis kopen levitra generiek cialis 20 mg kamagra belgie viagra prijs levitra prijs

levitra kopen lovegra kopen cialis kopen levitra generiek cialis 20 mg kamagra belgie viagra prijs levitra prijs

levitra kopen lovegra kopen cialis kopen levitra generiek cialis 20 mg kamagra belgie viagra prijs levitra prijs

levitra kopen lovegra kopen cialis kopen levitra generiek cialis 20 mg kamagra belgie viagra prijs levitra prijs

kamagra jelly cialis generico cialis 20 super kamagra

acquisto viagra cialis 20 acquisto cialis acquisto viagra levitra prezzo super kamagra cialis generico cialis senza ricetta acquisto kamagra

acquisto viagra cialis 20 acquisto cialis acquisto viagra levitra prezzo super kamagra cialis generico cialis senza ricetta acquisto kamagra

acquisto viagra cialis 20 acquisto cialis acquisto viagra levitra prezzo super kamagra cialis generico cialis senza ricetta acquisto kamagra

viagra hinta

kamagra jelly

viagra hinta

kamagra jelly

viagra hinta

kamagra jelly

viagra hinta

kamagra jelly

viagra hinta

kamagra jelly

viagra kaufen levitra generika viagra generika cialis generika viagra online kaufen viagra bestellen levitra 20mg kamagra bestellen kamagra oral jelly kamagra gel kamagra 100 kamagra bestellen cialis bestellen cialis ohne rezept priligy dapoxetine

viagra kaufen levitra generika viagra generika cialis generika viagra online kaufen viagra bestellen levitra 20mg kamagra bestellen kamagra oral jelly kamagra gel kamagra 100 kamagra bestellen cialis bestellen cialis ohne rezept priligy dapoxetine

cialis prijs cialis kopen viagra voor vrouwen kamagra kopen viagra prijs

cialis prijs cialis kopen viagra voor vrouwen kamagra kopen viagra prijs